Archive for the Category Depoimentos

 
 

Regime = Persistência

Domingo passado, no final da segunda semana do programa de emagrecimento eu estava com 79 kg. Hoje, com 77.9 kg, ou seja, 1,1 kg a menos, em sete dias. A meta é baixar meio quilo por semana, desta forma, 2 kg por mês. Até o mês de maio, pretendo estar 6 kg mais magra para o casamento da minha amiga Lú.

Na primeira semana estava com 79.5 kg, na segunda semana com 79 kg, hoje, no último dia da terceira semana com 77.9 kg. Domingo que vem completa a quarta semana e um mês de regime, portanto, tenho que eliminar mais meio quilo para manter a meta. Então, domingo que vem tenho que estar pesando no mínimo 77.4 kg. Se continuar concentrada e não me descontrolar vai ser fácil.

Essa semana que passou caminhei dois dias apenas. Um dia choveu, no outro não deu… mesmo assim, magreci 1,1 kg sem deixar de comer o que eu gosto: batata frita, pizza, lasanha, massinha (um tipo de pão doce com creme e farofa, típico daqui de Itajaí, talvez de Santa Catarina, como é o “cacetinho”  para os gaúchos), entre outras coisas, muita fruta – melancia a vontade – também! Vegetarianos, geralmente, comem mais carboidrato do que deveriam…

Em compensação, sempre após as refeições procurei tomar uma xícara de Cafelife, que favorece no metabolismo dos carboidratos.  Além disso, o Cafelife é um suplemento alimentar termogênico, que ajuda o corpo a transformar em energia as calorias provenientes da alimentação. Nas semanas anteriores também tomei, mas não passava de duas vezes ao dia. Essa última semana, aumentei a quantidade de doses e percebi mais acentuado o efeito do Cafelife, mas o melhor de tudo: a balança confirmou.

Essa semana continuarei com o Cafelife, contudo, vou adicionar a ingestão do Starbien, para a ansiedade. Tenho me sentido um pouco nervosa pelo fato de ter que controlar a quantidade de comida no prato. Não adianta comer um “boi” inteiro e depois tomar Cafelife… Haja Café… Até pode ser que emagreça, mas muito lentamente… e pra mim não dá, pois eu tenho essa meta de até o mês de maio ter eliminado 6 kg com saúde.

A segunda semana foi um desastre.

Um escorregão e o sacrificio se torna em vão. A semana começou bem, tranquila. Na sexta feira, pela manhã, me pesei e estava 77.3, um quilo mais magra do que no domingo passado. Promessa cumprida uma vez que a meta é de um quilo por semana, mas a semana não tinha acabado e eu relaxei. Hoje, depois de uma sessão de cinema com pipoca à vontade, no sábado à noite, e, hoje, no domingo, uma lasanha com salada de maionese e arroz branco com algumas cervejinhas, a balança foi para 79. Que decepção, mas também desde sexta-feira não caminho nada… Dá vontade de suspender o projeto de emagrecimento, mas agora que comecei não vou parar. Hoje não vai ter foto porque o inchaço está pegando, mas essa semana eu juro pra mim mesma que vou que me controlar mais. Não tenho muito que contar, esse é o resumo do desastre da semana. O que aprendi nesse período foi que, não dá pra relaxar, um minuto se quer ….

Em 2013 o objetivo é emagrecer!

Sou uma consumidora voraz dos produtos da Omnilife. Amo de paixão porque fazem muito bem a mim e a toda a minha família; marido, filho, pai, mãe, dinda, vó, tia, todos usam os alimentos. Desde que comecei a tomar esses suplementos, há um ano, não tenho mais TPM (dor de cólica menstrual e enxaqueca de ficar encolhida embaixo do edredom sem poder ver a luz). Estava estressada, muito estressada, e sem energia. Desde então, a qualidade da minha vida mudou para muito melhor. Sou suspeita em falar dos alimentos da Omnilife porque sou distribuidora independente dos produtos, mas, em compensação, as pessoas que me conhecem pessoalmente, sabem que, o que estou a falar é a mais pura verdade.

Sempre fui uma mulher grande. Meu biótipo é assim. Desde a adolescência me cuido com relação ao peso, minha briga é eterna com a balança. Já usei manequim 40, 42, 44, 46, hoje estou no manequim 44, mas não estou me sentindo bem. Como toda a mulher, dificilmente está satisfeita com o seu corpo, quero emagrecer! Voltar a usar o manequim 42. Teoricamente é fácil, mas depois dos trinta não é bem assim. Tenho sentido dificuldade, só com caminhada e alimentação não está funcionando. Assim que der vou começar a malhar numa academia e, desde já, usar os produtos da Omnilife para me ajudar a emagrecer com saúde. Esse ano eu vou atrás dessa meta e vou conseguir!  Em maio, serei madrinha de casamento de uma grande amiga e isso vai me estimular porque quero me ver bem nas fotos.

Vocês vão acompanhar o meu resultado. Para isso, postarei semanalmente as fotos desse processo. Depois disso vou continuar postando fotos porque, além de emagrecer, quero manter o peso, o que muitas vezes é o mais difícil… No domingo passado, dia 12 de janeiro, foi o primeiro registro. Que vergonha, mas é realidade… A meta é meio quilo por semana, ou seja, dois quilos por mês. Dia 12/01 a balança marcava 79.9. Amanhã vamos ver se durante essa semana que passou consegui baixar alguma coisa.

O Roberto meu querido marido, companheiro, parceiro e co-distribuidor Omnilife também está nesse processo junto comigo. Um estimula o outro. Ele me ajuda muito e eu o ajudo também, pois, o terno que ele tem para usar no casamento está, digamos, um pouquinho apertado. Essa semana, caminhamos todos os dias, das sete às oito da manhã. Tivemos alguns deslizes… fiz um potão de salada de frutas, mas me servia além da conta (ai não adianta nada né), me atraquei num pacote de bolacha de chocolate…  Ele foi almoçar fora com um cliente e acabou comendo para mais, também tivemos uma janta na casa de um amigo… Amanhã vamos ver o resultado disso tudo! Ao long da próxima semana postarei as fotos…

 

A cada 20 segundos uma criança morre de pneumonia no mundo.

A pneumonia é a doença que mais mata crianças menores de cinco anos. Chega a ser responsável por 18% do total de mortes nessa faixa etária. De acordo com a Organização Mundial da Sáude (OMS), essa infecção respiratória que afeta os pulmões é um dos problemas mais passíveis de solução no cenário da saúde global. É considerada uma doença previnível, mas, ainda assim, provoca mais os óbitos provocados pela aids, malária e tuberculose juntas.

Meu filho, Renan, hoje com cinco anos, desde bebê precisou tomar antibióticos devido a problemas respiratórios. Por mais cuidados que se tinha, não eram suficientes. Inverno e verão o seu peito chiava.  Durante quase quatro anos precisou fazer nebulização e tomar remédios. Vira e meche, estávamos no médico e ele nunca ficava bom. Sempre cuidei a sua alimentação, dava pouco banho (coisas de mãe…), mas mal sabia eu que tudo isso não era suficiente para ele melhorar 100%.

Conheci a Omnilife em função dele. Já havia tentado de tudo, melzinho, própolis, homeopatia, remédios e nada de ficar bom.  Até que uma pessoa da família a qual sabia o que se passava veio até mim e disse:

- Você vai dar esse alimento para ele!

Fez com que eu pegasse a garrafa que ela trazia, como se eu não tivesse alternativa (e não tinha mesmo, já havia feito de tudo), e continuou:

- Esse alimento vai curar o teu filho, vai agir na causa do problema e não apenas no sintoma.

Abri o frasco, cheirei, experimentei para ver o gosto, que por sinal era uma delícia, chamei o filho e dei pra ele uns 20 ml do líquido. Assim fiz de três em três horas, como se fosse um xarope e ele tomou até o conteúdo acabar. No segundo dia o peito dele não chiava mais. A cada tossida eu e meu esposo percebíamos que ele estava eliminando todo o catarro. Numa dessas o Roberto, meu esposo, fez um comentário o qual me chamou a atenção, principalmente por ter vindo dele; que o produto era bom, em função da rapidez com que o problema estava sumindo.

Desde então, o Renan começou a dormir melhor e nós também. Foram tantas madrugadas em claro fazendo nebulização, acordando para dar o remédio. Hoje, depois de um ano e pouco, tomando os produtos da Omnilife, o Renan nunca mais precisou tomar antibióticos. Nem eu lembro  mais o quanto foi preocupante esse problema de bronquite.

O que aconteceu? Ele ficou maior, tudo bem, pode ser uma feliz coincidência, mas o que faltava mesmo eram nutrientes no seu organismo, que levantassem sua imunidade, dando ao corpo dele força e proteção para ele mesmo reagir contra o problema.

Agora sempre procuro estar dando algum dos produto pra ele, pois não é remédio, é alimento e não tem contraindicação. Muitas vezes ele mesmo pede. Quando eu dou algum que não é lá um dos seus preferidos e ele me enrola pra tomar eu digo: –  Toma que é bom para saúde e ai você vai poder chupar picolé, tomar banho de piscina, andar descalço, coisas que antes, se ele fizesse, na certa, no outro dia, pode crer, começava a febre, médico, remédio, a novela toda…

Cuidar da imunidade da criança é o primeiro passo para quenão venha a ter nenhum tipo problema ou doença. Por isso que a Organização Mundial da Saúde diz que pneumonia, assim como outras tantas doenças respiratórias, são previníveis. É tão mais simples e econômico prevenir do que deixar o problema se arrastar pelo resto da vida.

Eu digo para o Renan que eu não posso dar para ele tudo que ele gostaria, mas saúde eu nunca vou deixar dar, e ele, com cinco anos, entende o que eu quero dizer com isso.